fbpx

Para emagrecer: Musculação ou aeróbio?

pessoa correndo em escada. Emagrecer, musculação ou aeróbio?

Quando pensamos em emagrecimento (perda de gordura, não de peso, lembre-se), todo mundo logo lembra de treino aeróbio e sai correndo como se não houvesse amanhã, igual o Flash.

Mas será mesmo que para emagrecer o melhor é o aeróbio ou será a musculação?

O gasto calórico do aeróbio realmente é maior, porém a resposta nem sempre é tão simples. A prática de musculação aumenta sua taxa metabólica basal, fazendo com que seu corpo careça de uma maior ingestão calórica diária. Afinal você precisa de mais combustível para a sua “nova” massa magra. Isso permite que você coma mais. 

Pesquisadores liderados por Lori Bateman do Centro Médicos Universitário Duke em Durham, na Carolina do Norte, distribuiu 196 adultos sedentários acima do peso em três diferentes programas de exercícios. Um grupo fez treino de resistência três dias por semana, usando oito aparelhos diferentes para trabalhar os músculos da parte superior e da parte inferior do corpo. Um segundo grupo fez duas horas de treino aeróbico por semana em máquinas de ginástica. O terceiro grupo fez os exercícios aeróbicos e de resistência.

Em média, as pessoas que participaram do treinamento de resistência ganharam cerca de 1,5 quilo e algumas medidas na cintura, sem alterar seus fatores de risco para diabetes e doenças cardíacas. Os que participaram do grupo de exercícios aeróbicos perderam uma média de três quilos e um pouco de cintura. 

As análises estatísticas mostraram que os participantes fazendo aeróbica e musculação apresentaram melhores resultados do que aqueles que apenas fizeram o treinamento aeróbico. As pessoas que combinaram os dois tipos de programa se livraram de quatro quilos e 2,54 cm de cintura. O grupo também viu cair a pressão arterial diastólica (nível mínimo) e os pontos da síndrome metabólica (combinação dos fatores de risco de diabetes e de doenças cardíacas).

Por isso, a abordagem que utilizamos e acreditamos que seja mais fácil de aderir é a seguinte: iniciar o processo somente com treino de musculação e dieta. Ao sinal do primeiro platô/estabilização de peso, ir acrescentando sessões de aeróbio aos poucos.

Como vimos, você irá precisar dos dois tipos de exercícios, aliados à uma dieta personalizada. Dependendo do organismo de cada pessoa o aeróbio não é necessário, já que a pode-se conseguir promover o déficit calórico somente com a dieta.

Porém, nem todo mundo tem essa força de vontade. O que é preciso, na verdade, é de um déficit de energia, não importa a forma que ele se manifeste: dieta, cardio, musculação, entre outros. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat